04/05/2010

TORNE-SE UM LAGO

 

borboleta 1
O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d'água e bebesse.
- Qual é o gosto? - perguntou o Mestre.
- Ruim - disse o aprendiz.
O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago.
Então o velho disse:
- Beba um pouco dessa água. Enquanto a água corria do queixo do jovem o Mestre perguntou:
- Qual é o gosto?'
- Bom! disse o rapaz.
- Você sente o gosto do sal? perguntou o Mestre.
- Não disse o jovem.
O Mestre então, sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse:
- A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta.
É dar mais valor ao que você tem do que ao que você perdeu.
Em outras palavras: É deixar de Ser copo para tornar-se um Lago.
Somos o que fazemos, mas somos principalmente o que fazemos para mudar o que somos.
(desconheco o autor)

12 comentários:

  1. olá.
    o Mestre mostra toda sua sabedoria, neste conto.
    quando diminuimos o tamanho do problema, ela se torna mais facil de resolver, se torna menor, ao vermos que tem muitas coisas maiores e melhores.
    e se olhar-mos o problema do outro também veremos que o nosso não é tão grande assim.

    beijo

    ResponderExcluir
  2. Oiee!!
    É linda esta lição...é preciso não se ressentir tanto e não permitir tanto que a dor fixe moradia em nós....ela faz parte do trajeto as vzs por permissão nossa....mas não precisa ser eternamente.
    Linda semana pra ti.
    bjs♥

    ResponderExcluir
  3. siempre encuentra uno que aprender aquí.
    abrazos

    ResponderExcluir
  4. Marcia meu encanto de amiga...que mensagem mais doce...tornemo-nos lagos...sempre...
    Amei a imagem....
    Beijos...
    Valéria

    ResponderExcluir
  5. Linda sabedoria. Adoro esss textos. Parabéns. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, Márcia!
    Gostei muito dos seus blogs, sempre com posts muito positivos! Tô te seguindo!!!

    Vc mora na Alemanha? Sou germanista, tenho uma "simpatia" especial por esse país... rsrs
    Beijão

    ResponderExcluir
  7. Não sei porque mas veio em minha mente o seguinte refão:
    Ele tomou um banho d'água fresca
    No lindo lago do amor
    Maravilhosamente clara água
    No lindo lago do amor
    Composição: Gonzaguinha
    Boa semana!
    Força sempre em sua caminhada neste longo caminho.


    OMNIA VINCIT!

    ResponderExcluir
  8. Lindo texto e carregado de sabedoria!

    ResponderExcluir
  9. Caramba!... que lindo!

    ...você consegue ver os patos e os pedalinhos em mim?..rs...

    Serio. Tens razão, Marcia... já passei pelas duas situações... e no "copo salga mesmo"...queima!

    Quero transcrever seu post em meu blog, posso? credito o seu. Muito 10 isso, vai ao encontro do que tenho falado por lá. (não acha?)
    um bj
    Sempre prazer passar aqui.

    ResponderExcluir
  10. OLÁ, JÁ POSTEI ESSE TEXTO TAMBÉM... vale a tentativa de, sendo copo (pequenos), transbordarmos tanto que nos tornemos lagos...
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Precisamos nos permitir!
    Bjkas, minha amada!!!

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário. Ele é muito especial para mim.