12/03/2010

SOCRÁTES

AS TRÊS PENEIRAS

peneiras

Augustus procurou Sócrates e disse-lhe:
- Sócrates, preciso contar-lhe algo sobre alguém! Você não imagina o que me contaram a respeito de...
Nem chegou a terminar a frase, quando Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou:
- Espere um pouco Augustus. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras?
- Peneiras? Que peneiras? Perguntou Augustus.
- Sim. Respondeu Sócrates... A 1ª peneira, Augustus, é a da verdade. Você tem certeza de que o que vai me contar é absolutamente verdadeiro?
- Não. Como posso saber? O que sei foi o que me contaram!
- Então, suas palavras ja vazaram a 1ª peneira. Vamos para a 2ª peneira: a bondade. O que vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito?
- Não, Sócrates! Absolutamente, não!!
- Então, suas palavras vazaram também a 2ª peneira. Vamos para a 3ª peneira: a necessidade. Você acha mesmo necessário contar-me esse fato, ou mesmo passá-lo adiante? Resolve alguma coisa? Ajuda alguém? Melhora alguma coisa?
- Não, Sócrates... passando pelo crivo das três peneiras, compreendi que nada me resta do que iria contar.
E Sócrates, sorrindo, concluiu:
- Se passar pelas três peneiras, conte! Tanto eu, quanto você e os outros iremos nos beneficiar. Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e fomentar a discórdia entre irmãos.

Devemos ser sempre a estação terminal de qualquer comentário infeliz!

Da próxima vez que ouvir algo, antes de ceder ao impulso de passá-lo adiante, submeta-o ao crivo das três peneiras porque:

Pessoas sábias falam sobre idéias,
pessoas comuns falam sobre coisas,
pessoas medíocres falam sobre pessoas.

bomfimse

19 comentários:

  1. Este pensamento já o conhecia desde os tempos de estudante e penso que todos o deveríamos ter sempre presente em todo o tempo.
    Vale sempre a pena ler e recordar

    ResponderExcluir
  2. excelente Marcia, gracias por compartirnos este post de gran sabiduria.
    besos

    ResponderExcluir
  3. Parabéns por esta postagem!!!!
    Ahhhhhh...se todos fizessem isso!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Um belo texto, é sempre bom lembrar das tres peneiras.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Marcia, há pessoas que adooooram uma fofoca. Eu trabalhei num ambiente potencialmente feminino: magistério! Era uma loucura! Algumas colegas tinham prazer em falar das outras e espalhar más notícias. Que tristeza!
    Bjkas, minha queriiiida!

    ResponderExcluir
  6. hola querida marcia, vine a visitarte y a ofrecerte disculpas por esta lejania mia pero te aseguro que no es por gusto es solo que mi vida cambio muchisimo en este tiempo ahora tengo un nuevo trabajo y estoy en busca de un nuevo departamento, en este trabajo que te cuento no tengo tiempo y me es dificil buscar espacio para meterme al internet pero bueno me dare mis escapadas, nunca me olvido de ti querida amiga, besos y abrazos

    ResponderExcluir
  7. Marcia,
    conheço este pensamento há bastante tempo. Mas lendo agora, me indago se coloco isso em prática. E surpresa (nem tanto): ainda não faço.
    Parece tão simples , mas é algo complexo porque exige uma mudança interna. Se assim não proceder, apenas fica como uma bela história.

    Anjo amiga,
    Um beijo, com amor,
    Jorge

    ResponderExcluir
  8. Que consigamos usar estes 3 peneiras sempre. Belo texto. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. ...de muita sabedoria!
    Beijos carinhosos,
    Glória

    ResponderExcluir
  10. Vim aqui só para te ver...já que fostes lá para me encantar!!!!
    Beijossss...

    ResponderExcluir
  11. Texto excelente!!!!!Sempre costumo usá-lo em aulas no Centro.Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  12. Ein wunderschöner Text. Liebe Grüße von Inge

    ResponderExcluir
  13. Acho esse texto uma liçao de vida!

    ResponderExcluir
  14. Dieser Text ist wunderschoen
    Alles Liebe wueschen
    Verena,Pepi und Xixo

    ResponderExcluir
  15. Aplausos.É só que posso dar. Penreias boas.A gente sai falando baboseiras por aí mesmo. Parabéns.beijos

    ResponderExcluir
  16. Tem mimos para você no carinho-entremeios.
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Essa história é uma velha conhecida nossa, mas nem sempre colocamos em prática a mensagem que ela nos transmite.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  18. Muito interessante, faz lembrar um dos ensinamentos da cabala, ao falar-mos dos outros estamos, na lei de causa-efeito, a fazer com falem de nós, na cabala chama-se a isso reacção, reagir, e para terminar lá diz que devemos resistir, chama-se resistência, e sermos proactivos, o que neste caso será ouvir, mas não comentar sobretudo se for fofoquices, a isto se chama resistência, abraço cheio de paz.

    ResponderExcluir
  19. Muito interessante, faz lembrar um dos ensinamentos da cabala, ao falar-mos dos outros estamos, na lei de causa-efeito, a fazer com falem de nós, na cabala chama-se a isso reacção, reagir, e para terminar lá diz que devemos resistir, chama-se resistência, e sermos proactivos, o que neste caso será ouvir, mas não comentar sobretudo se for fofoquices, a isto se chama resistência, abraço cheio de paz.

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário. Ele é muito especial para mim.