01/03/2010

SACUDINDO A TERRA

cavalo

Um dia, o cavalo de um camponês caiu num poço. Não chegou a se ferir, mas não podia sair dali por conta própria.
Por isso o animal chorou fortemente durante horas, enquanto o camponês pensava no que fazer.
Finalmente, o camponês tomou uma decisão cruel: concluiu que o cavalo já estava muito velho e não servia mais para nada, e também o poço já estava mesmo seco, precisaria ser tapado de alguma forma.
Portanto, não valia a pena se esforçar para tirar o cavalo de dentro do poço. Ao contrário, chamou seus vizinhos para ajudá-lo a enterrar vivo o cavalo.
Cada um deles pegou uma pá e começou a jogar terra dentro do poço.
O cavalo não tardou a se dar conta do que estavam fazendo com ele, e chorou desesperadamente.
Porém, para surpresa de todos, o cavalo aquietou-se depois de umas quantas pás de terra que levou.
O camponês finalmente olhou para o fundo do poço e se surpreendeu com o que viu. A cada pá de terra que caía sobre suas costas o cavalo a sacudia, dando um passo sobre esta mesma terra que caía ao chão.
Assim, em pouco tempo, todos viram como o cavalo conseguiu chegar até a boca do poço, passar por cima da borda e sair dali trotando.


A vida vai lhe jogar muita terra, todo o tipo de terra. Principalmente se você já estiver dentro de um poço.
O segredo para sair do poço é sacudir a terra que se leva nas costas e dar um passo sobre ela.
Cada um de nossos problemas é um degrau que nos conduz para cima. Podemos sair dos mais profundos buracos se não nos dermos por vencidos. Use a terra que te jogam para seguir adiante!
Recorde as 5 regras para ser feliz:
1- Liberte o seu coração do ódio.
2 - Liberte a sua mente das preocupações.
3 - Simplifique a sua vida.
4- Dê mais e espere menos.
5- Ame mais e... aceite a terra que lhe jogam, pois ela pode ser a solução, não o problema.
                                    

Uma semana de luz e paz para você!

9 comentários:

  1. Muito bonito é um dos melhores textos que li ultimamente sobre o assunto. Bem escrito transmite emoção.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Já conhecia essa fábula e acho que todos deveriam conhecê-la, pois é uma forma de percebermos que, mesmo face às mais cruéis dificuldades, sempre podemos tirar um bom proveito e viver em paz e luz.

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Lindo isso! Valeu ! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. uffff qué bueno Marcia. poderoso mensaje.
    besos

    ResponderExcluir
  5. Adivinhaaaaaaaaaaaaaaaaaa...
    Sou eu,tua Olhos azuis...azuis como a cor azul do céu do nosso amado Brasil...silll...sillllll!!!!
    Tu sabes que para mim é um prazer enorrrrrrrme vir aqui, te ler e voltar para meu cantinho cheia de encantamento e bem mais culta...porque tu só me acrescentas!!!
    Beijos estralados,da cor do pecado,estúpidamente macios...abraços aperrrrrrrrrtados e piscadinhas azuladas...da...
    CRISTACRISTALCRISTALINA!!!

    ResponderExcluir
  6. Já conhecia essa história mas mesmo assim foi um prazer tornar a lê-la.
    É uma boa história a lembrar para quem tém o 'moral nos sapatos'!

    ***
    Beijo e boa semana*******

    ResponderExcluir
  7. Muito bom esse texto !

    Também acho ótimas as 20 dicas para ser feliz, e procuro segui-las.

    Consegui colocar o sininho, mas ele não toca !!!
    Tem uma teclinha on/off e já cliquei no on, mas nada aconteceu. Retirei-o do blog até achar a solução.

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Hola Marcia precioso,
    pasaba a saludarte y comentarte que mi poema
    “ES LA DICHA” compite en Antología Literaria, si te gusta agradeceré tu voto, solo hay que marcar el circulo en la columna derecha y pinchar vota.
    aquí te dejo el enlace para ver el poema,
    gracias por tu dedicación.
    que tengas una feliz semana.

    http://antologialiterariaactual.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário. Ele é muito especial para mim.